Compromisso para uma “Autarquia Sem Glifosato”

Na última reunião de Câmara, os Vereadores do nosso Movimento apresentaram uma nova Moção sobre o Glifosato, na linha daquilo que defendemos através duma Moção que foi votada em Junho de 2015, mas a que uma Proposta submetida a deliberação em Outubro retirava alguma eficácia, na medida em que diferia a sua concretização.

Com a polémica que se instalou por via dos preocupantes resultados de análises divulgadas através da comunicação social, foram defendidas medidas efectivas, tendo a sua votação sido adiada, por proposta do Sr. Presidente.

Na prática propomos que fosse assumido pelo Executivo Camarário o “Compromisso para uma Autarquia Sem Glifosato” no prazo de 1 ano – 2016/2017. Tendo em conta que a supressão de utilização deste herbicida exige mais meios humanos e materiais, sugerimos que fosse constituído um grupo que apresentasse no espaço de 3 meses um programa que detalhasse medidas e metodologia e antecipasse necessidades e valores a ter em conta por exemplo nas situações em que a manutenção dos espaços verdes está delegada – caso das Juntas de Freguesia e Associações.

Imprescindível era também que se garantisse depois que fossem inscritos os valores assim apurados nos Protocolos a firmar com as referidas entidades e que se incluíssem como compromissos plurianuais para viabilização do proposto.

TOPO