Poupar para quê? e para quem?

Ao longo dos últimos três anos, temos denunciado a obsessão da Câmara Municipal de Sintra pelo aumento do seu saldo bancário em detrimento das empresas e dos munícipes do nosso concelho.

O saldo orçamental observado em maio deste ano, de 73 milhões de euros, vem acentuar esta tendência, revelando uma câmara mais preocupada com a solidez financeira das instituições bancárias e menos atenta às reais necessidades dos munícipes e empresas do Concelho.

Este resultado positivo de 73 Milhões de euros, resulta de verbas que não são utilizadas no desenvolvimento das competências e atribuições da autarquia, na educação, na ação social, no desporto, na juventude, na terceira idade, na deficiência, na cultura, no turismo, no urbanismo, nas estradas, nos espaços verdes, na segurança, na proteção civil…, em resumo, nas necessidades existentes neste concelho que poderiam ser atenuadas, mas que são preteridas em detrimento do enriquecimento da Câmara.

A pergunta é objectiva: até quando irá a Câmara demitir-se das suas responsabilidades para com os cidadãos?

Já subscreveu a nossa petição pela descida dos impostos municipais em Sintra?
http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=MarcoAlmeida

TOPO