Gestão errática do património imóvel

No seguimento da atenção dada pelo nosso movimento à gestão errática da Câmara Municipal do seu património imóvel, que adquire novos imóveis e desafecta existentes, sem uma política global, clara e uniforme, apresentámos na última Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Sintra, um requerimento que visa obter informações sobre o edifício habitualmente conhecido por "Roseiral", na Rua do Roseiral, número 20, em São Pedro de Sintra, e que foi encerrado após a saída dos serviços de Cultura, Desporto e Turismo.

Leia aqui o requerimento apresentado, que foi aprovado pela Assembleia de Freguesia.

Requerimento

Tomado que está o conhecimento da saída dos serviços culturais da Câmara Municipal de Sintra, do, tendo sido transferidos para as instalações do Centro Cultural Olga de Cadaval, verificamos que o mesmo imóvel se encontra por isso mesmo, fechado há algum tempo.

Porque se trata de património público importa saber o que é pretendido para aquele espaço e qual o tempo previsto de inactividade.

Como tal, a bancada do Movimento Sintrenses com Marco Almeida propõe que a Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Sintra, reunida em sessão ordinária em 20 de Setembro de 2016, delibere requerer à Câmara Municipal de Sintra fundamentadas informações sobre esta questão, nomeadamente, como é dito anteriormente, quanto tempo se prevê que o edifício permanecerá fechado e eventuais projectos a ali alocar ou serviços a instalar.

Sintra, 20 de Setembro de 2016.

 

Conheça aqui a localização deste imóvel:

TOPO