Sobre Marco Almeida

marcoalmeida palaciosintraNasci em Angola, na cidade portuária do Lobito, a 21 de agosto de 1969. Vim residir para Sintra, na localidade de Mira-Sintra, em junho de 1975. Ali frequentei o “ensino primário” e ali fiz o ensino básico na “Escola Preparatória de Mira-Sintra”. O ensino secundário foi concluído na “Escola Ferreira Dias”.

Neste período frequentei o Agrupamento 46 (Agualva- Cacém) do Corpo Nacional de Escutas e fui fundador do Agrupamento 704, de Mira Sintra.

Licenciei-me em História no ano de 1993 pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas na Universidade Nova de Lisboa e em 1995 pós graduei-me no Ramo de Formação Educacional da Licenciatura em História, pela mesma Faculdade, com a classificação final de 15 valores. Frequentei ainda, no ano lectivo de 1996/97 e na mesma Universidade, o Mestrado em História Política e Institucional do Séc. XIX.

Desenvolvi a minha atividade profissional como professor em várias escolas públicas do país, acabando por exercer funções na Direção Nacional e no Secretariado Nacional do Sindicato Nacional dos Profissionais de Educação (SINAPE). Na qualidade de dirigente sindical integrei, em representação do SINAPE, a Comissão de Juventude da União Geral dos Trabalhadores.

Iniciei a minha atividade política em 1991, colaborando com a estrutura de coordenação distrital de Lisboa da campanha do Professor Cavaco Silva às eleições legislativas desse ano. Acabei por filiar-me no PSD a 17 de Dezembro de 1992 na secção do Cacém do PSD.

A partir dessa data desempenhei, de forma intensa e até 2010, diferentes cargos nas organizações do partido. A minha 1ª experiência de representação partidária remonta a janeiro de 1993 com a participação nas reuniões da Comissão Política de Secção do Partido por indicação da JSD.

O percurso na estrutura partidária local viria a culminar com o exercício de cargo de presidente de Secção entre 2001 e 2006.

Desde cedo estive sempre presente em diferentes órgãos distritais e nacionais do PSD e das suas estruturas autónomas. Fui eleito por diversas vezes Conselheiro Distrital da JSD e Delegado à Assembleia de Militantes de Lisboa do PSD. Exerci, também, cargos de direção nas estruturas do PSD e dos TSD de Lisboa e a nível nacional desempenhei por diversas vezes o cargo de Conselheiro e vogal da Comissão Política Nacional presidida por Manuela Ferreira Leite entre 2008 e 2010.

O percurso partidário levou-me ao exercício de funções autárquicas. Em 1993 ao Executivo da Junta de Freguesia de Agualva Cacém, em 1997 à liderança da bancada do PSD na Assembleia de Freguesia de Agualva Cacém e em 2001 à vereação da Câmara Municipal de Sintra, na qual exerci o cargo de Vice-presidente. Durante este período, assumi os Pelouros relacionados com a Educação, Saúde, Ação Social, Desporto, Habitação, Proteção Civil, Ambiente, Intervenção Urbana, Juventude e Coordenação com as Freguesias.

No âmbito das funções municipais, assumi outras responsabilidades: a presidência da EDUCA. E. M. entre 14 de Janeiro de 2005 a 8 de Fevereiro de 2006 e no período compreendido entre 9 de Março de 2006 a 16 de Janeiro de 2007 fui vogal do Conselho Diretivo da Associação de Municípios de Cascais, Mafra, Oeiras e Sintra para o Tratamento de Resíduos Sólidos (AMTRES). Exerci ainda as funções de Administrador da Tratolixo – Tratamento de Resíduos Sólidos E.I.M. – Empresa Intermunicipal S.A, entre 12 de Maio de 2006 a 16 de Janeiro de 2007, em Abril de 2006 fui eleito Presidente da Associação Portuguesa de Habitação Municipal e em 2009 fui designado coordenador do Grupo de Vereadores da Educação dos municípios da Área Metropolitana de Lisboa.

Na esfera da cidadania, sou fundador e presidente da associação cívica “Viver Sintra” que iniciou a sua atividade em Janeiro de 2012.

Em Dezembro de 2012 anunciei a minha candidatura às Autárquicas 2013, encabeçando a lista do Movimento Independente Autárquico “Sintrenses com Marco Almeida”.

29 de Setembro de 2013 ditaria o resultado. Uma derrota amarga que me deixou a pouco mais de 1700 votos de vencer a candidatura à Câmara Municipal de Sintra, sufragado por cerca de 32.000 eleitores, num total de 309 mil.

A 23 de Outubro tomaria posse como Vereador em regime de não permanência e sem pelouros atribuídos, tendo reassumido as funções de Professor do Grupo 400 (História) na Escola Secundária José Saramago.

Cerca de um ano depois, a 29 de Setembro de 2014, também pelo simbolismo da data formalizou-se a Escritura da Associação “Sintrenses com Marco Almeida” – uma associação cívica, de direito privado, com personalidade jurídica e sem fins lucrativos e que tem como primordial objectivo constituir-se como um movimento independente, de reflexão plural, que promova a cidadania e a participação cívica.

 

slide outdoormar2017 p 1600x635

Diga o que propõe para melhorar a vida na sua comunidade local. Todas as opiniões contam e serão alvo da nossa reflexão. 

DEIXE-NOS O SEU CONTRIBUTO! É simples. Clique aqui ou na imagem para participar!

TOPO